Quinta-feira
20 de Junho de 2019 - 
Responsabilidade e eficiência na defesa do seu direito

Controle de Processos

Esta funcionalidade permite ao cliente acompanhar o andamento do seu processo.

Newsletter

Cadastre aqui o seu e-mail e você receberá informativos do escritório.

Endereço

Av. Raja Gabaglia , 1011 , Sala 102
Luxemburgo
CEP: 30380-403
Belo Horizonte / MG
+55 (31) 93023166+55 (31) 32745697

Últimas notícias

12/04/2019 - 17h26Ejef faz Curso de Aperfeiçoamento Jurídico em Montes ClarosEncontro é voltado para a área da Infância e Juventude

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por meio da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), realizou hoje,12 de abril, em Montes Claros, o “Curso de Aperfeiçoamento Jurídico e Gerencial para Magistrados (CJUR), na modalidade semipresencial. O curso busca propor alternativas para um melhor tratamento das inúmeras ações distribuídas diariamente nos fóruns e tribunais, por meio de oficinas e palestras que abordam o “Direito da Criança e do Adolescente”. Na abertura do encontro, a desembargadora Maria Luiza Marilac falou da responsabilidade do Judiciário de aprimorar a sua conduta diante das crianças e dos adolescentes Na solenidade de abertura do encontro, a desembargadora Maria Luiza de Marilac, representando a 2ª vice-presidente do TJMG, desembargadora Áurea Brasil, falou da alegria e da responsabilidade e, especialmente, do cuidado que se deve ter ao lidar com essas “vítimas do descaso, da negligência, do egoísmo, da violência e até mesmo do despreparo de quem deveria zelar por elas.” Para a magistrada, cabe ao Judiciário agir de forma a evitar que a violência se perpetue, que o responsável seja punido e que aquela criança ou adolescente tenha oportunidade de seguir adiante com segurança e liberdade. Para ela, reside aí, “a enorme responsabilidade do Judiciário em aprimorar a sua conduta diante das nossas crianças e dos nossos adolescentes.” A desembargadora Valéria Rodrigues Queiroz proferiu a primeira palestra  do dia Após a fala da desembargadora Maria Luíza de Marilac, a Superintendente da Coordenadoria da Infância e da Juventude, desembargadora Valéria Rodrigues Queiroz, da 15ª Câmara Cível do TJMG, proferiu a palestra “A responsabilização juvenil no ordenamento jurídico brasileiro; Aspectos legais e processuais da execução das medidas socioeducativas à luz da nova Lei nº 12.594/2012 e da Resolução nº 165/2012 do CNJ. Resoluções do CNJ e da CGJ.” “Projetos de prevenção” foi o tema da palestra de encerramento que o juiz da 1ª Unidade Jurisdicional do Juizado Especial da Comarca de Lavras, Sérgio Luiz Maia, proferiu. Os juízes Roberto Poiani e Marcos Padula coordenaram as oficinas Já as oficinas contemplaram aspectos relacionados ao direito à convivência familiar; a perda e suspensão do poder familiar; as atribuições do Conselho Tutelar e sobre Depoimento Especial segundo a Lei 13.431, de 2017. Atuaram como coordenadores das oficinas os juízes José Roberto Poiani e Marcos Flávio Lucas Padula. O Cejur aconteceu nas dependências do Amsterdam Apart Hotel, na Avenida Governador Magalhães Pinto, 4541, no bairro Jaraguá, em Montes Claros.
12/04/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  81196
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.